Imprimir

Comércio na internet

Escrito por NTI. Publicado em Negócios

Como todos sabem, a navegação digital está crescendo a cada dia que passa, segundo o Ibope Media, somos 94,2 milhões de internautas brasileiros (dezembro de 2012), sendo o Brasil o 5º país mais conectado. De acordo com a Fecomércio-RJ/Ipsos, o percentual de brasileiros conectados à internet aumentou de 27% para 48%, entre 2007 e 2011. O principal local de acesso é a lan house (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos, com 25% (abril/2010). O Brasil é o 5º país com o maior número de conexões à Internet.

Explorar esses dados é muito interessante para quem é comerciante e tem ideias inovadoras de negócios. Expandir seus produtos e serviços para o mundo sem sair do seu estabelecimento é simples, basta ter um computador com internet, softwares e hardwares além de profissionais na área para intervir a divulgação ao mundo.

Com a ascensão dos sites e mídias de relacionamentos muitas empresas procuram criar, adequar e gerenciar sua divulgação nas redes sociais. Assim, buscando informações para saber o grau de satisfação e opinião de seus clientes com sua marca.

O marketing digital está sendo um serviço de promoção explorado com grande densidade, deixando empresas que investem nessa inovação com crescimento de até quatro vezes mais do que era, segundo o site artigonal.com. E é possível começar o empreendimento dentro da própria casa, trabalhando com um freelancer, com mais conforto e menos gastos.

As lojas virtuais também é uma necessidade em que cada comerciante deveria adaptar-se. O comércio eletrônico abre o leque de clientes enquanto nas lojas físicas limitam o acesso de muitas pessoas que moram longe e não podem avaliar os produtos na maioria das vezes.